Cachorro com medo de fogos. Saiba como resolver

Nas festas de final de ano, entre Natal e no Réveillon, os fogos de artifício aumentam consideravelmente comparados aos dias de jogos de futebol durante o ano.

Mas, seja qual for o evento, ao ouvir o estouro dos fogos muitos pets sentem medo. E esse medo vem acompanhado de comportamentos imprevisíveis que podem causar fugas, acidentes e danos graves à saúde dos nossos pets.

Por isso nesse artigo nosso parceiro Parquinho Pet vem trazer mais do que dicas, nos traz soluções não só para diminuir o medo, mas em longo prazo resolver essa emoção tão preocupante.

Por que cachorros têm medo dos fogos

Assim como os gatos, os cachorros possuem bigodes. Aqueles fiozinhos que partem do focinho e excedem as bochechas, sabe?

Esses bigodes têm a função de norteá-los e guiá-los enquanto se movimentam.

Os bigodes são sensíveis a qualquer tipo de vibração, sonora, do ambiente ou por impacto, por isso eles sabem muito antes de nós que um temporal está chegando por exemplo.

O som alto dos fogos de artifício gera uma vibração desconhecida que confunde suas percepções do ambiente lhe causando desnorteio e consequentemente o medo.

A consequência desse medo

Assim como nós humanos saímos de lugares e situações que nos causam medo e desconforto, com nossos pets não seria diferente.

Ao sentir esse medo eles fogem, em busca de lugares silenciosos e seguros para se proteger e é aí que as tragédias acontecem.

Não são poucas as histórias de cachorros que pularam de andares altos de prédios ou que fogem de casa e acabam sendo atropelados por vagar assustados sem direção pelas ruas em noites que já são movimentadas pela comemoração.

Existem também os cachorros e gatos que não externalizam seu medo e acabam com problemas sérios de saúde como problemas cardíacos ou mal súbito por causa dos estouros.

Por isso é tão importante nessa época seu cão estar com a peiteira bem firme e a guia sempre no braço do tutor.

Não deixe seu pet sozinho durante o evento. Mantenha-o seguro com estes itens e se possível em seu colo para que se sinta seguro.

Essas medidas que tratamos até aqui se referem a uma solução paliativa aplicada só para o momento do evento.

Mas, se você quer resolver esse problema de forma a não precisar se preocupar se o time da cidade vai jogar ou já é Réveillon de novo, pode comemorar!

A boa notícia é que existe um tratamento em longo prazo que todos vão gostar e não é difícil.

A Universidade de Berna na Suíça realizou uma pesquisa com cachorros adultos expostos aos fogos de artifício e descobriu-se o seguintes resultados:

– Oferecer remédios naturais calmantes aos pets minimizou 30% do medo.

– Colocar coletes do abraço minimizou 44% do medo.

– Expor o pet aos sons dos fogos por CD dessensibilizando até a data do evento minimizou 55% do medo.

E o resultado que mostrou mais efetividade foi da memória positiva que resultou em 70% de eficácia na diminuição do medo.

A solução em longo prazo

Estimular a memória positiva nada mais é que entreter, brincar, com seu pet enquanto os estouros acontecem para criar uma nova percepção.

Esse exercício vai criar uma nova associação em sua memória.

Assim, como pegar a guia é sinal de passeio. Pegar o pote na cozinha é sinal de biscoito.

Os estouros passam a ser sinal de diversão.

Claro, que essa é uma construção que vai além de um único evento. Mas, essa prática em longo prazo pode resolver para sempre essa questão e preservar a saúde do seu pet.

Dica do Parquinho Pet

E é aí que o Parquinho Pet entra nessa história.

O Parquinho Pet oferece grandes brinquedos para seu pet não só se divertir, se distrair ou entrar em forma, mas também para superar o medo dos fogos de artifício.

Aqui estão sugestões do Parquinho Pet para começar a construir a memória positiva com seu pet e ajudá-lo a superar o medo dos fogos.

Assine e acesse gratuitamente nossa Revista Play Pet Digital

1 – Interaja com seu pet

Se não em toda a brincadeira, mas pelo menos no começo, interaja com seu pet. Mostre a ele como se brinca, crie regras e incentive-o a superar esse momento.

Um brinquedo ótimo para esse momento é a escalada pet.

Pois ela proporciona um desafio de fácil assimilação ao animal, onde a atividade física se torna dinâmica e interativa.

Formada por dupla rampa de escalada em “A” e mini túnel para passar por baixo.

Item perfeito para o seu pet gastar energia e se exercitar!

2 – Deixe que aproveite

Muitos tutores são zelosos ao não deixar o pet se sujar ou brincar na água. Pois, para que novas memórias sejam criadas o ideal é que você abra mão desses cuidados no momento da brincadeira para que realmente se divirtam.

A piscina de bolinha com água é um excelente lugar para seu pet se divertir sem se preocupar, pois pular, morder e deitar e rolar é algo muito comum para os cachorros de todas as idades.

Pensando nisso, a Parquinho Pet trouxe o Barquinho Piscina PET.

Um produto diferenciado, de fácil transporte, com todos os cantos arredondados e em formato de barquinho.

Leve, prática e muito bonita, pode ser utilizada como piscina de bolinhas ou de água, uma ideia perfeita para seu PET brincar e se refrescar nos dias quentes do verão!

Nossa piscininha é muito resistente e perfeita para aqueles cãezinhos que adora roer e morder tudo!

Pode ser usada com água, areia ou bolinhas!

3 – Chame outros cachorros

Interagir durante a brincadeira com outros cachorros com certeza irá distraí-lo e tornará esse momento especial e com grandes memórias.

Um brinquedo incrível para interação é o mini play, pensado e desenvolvido especificamente para nossos amigos se divertirem em grupo.

A parte inferior do brinquedo é formada por diversas entradas e saídas formando um pequeno labirinto, perfeito para brincar de pega – pega.

As paredes são vazadas, garantindo visão contínua dos pets.

O Mini play Pet ainda conta com rampa de escalada, plataforma e escorregador.

4 – Brincar sozinho também pode

Depois de incentivá-lo a brincar, deixe-o brincar sozinho se ele quiser. Com o tempo ele irá se sentir seguro de estar sozinho durante os eventos com fogos e não vai sentir medo como antes. Fique sempre à vista, mas lhe dê liberdade de aproveitar.

5 – Adapte o ambiente

Organize o ambiente para você, humano, não se estressar. Coloque a piscina de água em lugares que seu pet possa entrar e sair sem problemas. Coloque a rampa em um lugar que ele possa brincar livremente.

Pois, de nada adianta você ficar atrás dele brigando durante todo o evento ou com um paninho arrumando tudo.

E não se preocupe se seu cachorro morder as bolinhas ou mordiscar os brinquedos, pois todas as opções de brinquedos do Parquinho Pet são produzidos com material atóxico para evitar qualquer tipo de contratempo.

Todos os brinquedos Pets passam por manutenção preventiva e higienização, isso garante com que estejam sempre em perfeitas condições de conservação e apresentem boa performance durante todo evento.

Vantagens do Plástico Rotomoldado

  • 100% Reciclável
  • Proteção Anti UV
  • Fácil de Limpar
  • Resistente e Leve
  • Não Tóxico
  • Resistente à Água

Para conhecer mais sobre todas as opções de brinquedos que o Parquinho Pet pode levar na sua casa? É só clicar na sua loja online.

Conheça mais sobre o Parquinho Pet no Instagram, CLICANDO AQUI.

Conheça todos os brinquedos e serviços em sua loja online, CLICANDO AQUI.

E para conhecer o dia-a-dia da tchurma que já está aproveitando é só segui-los nas redes sociais

 Seu pet tem medo de fogos de artifício? Nos conte nos comentários!

Abraços

Parquinho Pet e DiRaça Pet

Assine e acesse gratuitamente nossa Revista Play Pet Digital

Deixe uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cadastre-se e acesse nossa Revista Play Pet Digital

Fique atualizado sobre as novidades do mundo pet e todos os serviços a sua disposição.